sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

O DEUS QUE NUNCA FALHA


Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, caridade, paciência, perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou. 2 Timóteo 3.10,11

Que mestre era Paulo para Timóteo e para todos os que participavam com ele da nobre missão dada pelo Pai! O apóstolo podia lembrá-los do que lhes havia ensinado. Esses homens tiveram um grande professor na fé, e, por certo, as pessoas que têm aprendido dos verdadeiros servos do Senhor também precisam que estes sejam o mesmo para elas. Com isso, a próxima geração terá quem lhes dê exemplo, e não quem chegou a negar a fé.
O exemplo desse servo do Altíssimo nos leva a viver de tal modo que todos os que foram colocados pelo Senhor ao nosso redor jamais tenham alguma lição má. Os perdidos precisam conhecer o valor da santidade por nosso intermédio, para que não se escandalizem. Que outros sejam mais fortes do que temos sido, vendo em nós que é produtivo e lucrativo obedecer a Deus sempre.
A doutrina do apóstolo era de completa subserviência ao que o Espírito de Deus lhe ensinava pelas Escrituras. Dessa maneira, a nossa atitude não pode ser outra; pois, do contrário, não agradaremos ao Senhor. Não temos de inventar e contar história, cair na mentira ou no pecado, pois o Reino dos Céus não pode ser envergonhado por nenhuma obra ruim ou defeituosa que façamos; temos a obrigação de ser a luz deste mundo (Ef 5.8).
O apóstolo lista uma série de procedimentos que tinha aprendido da Palavra de Deus. Ele assevera que Timóteo o seguia nessas virtudes. Todo aquele que, pelo Pai celeste, é ensinado também deve agir assim. Entendo que é desse tipo de pessoas que o Evangelho precisa, as quais perdem qualquer coisa por amor do Reino e olham para Jesus o tempo todo por compreenderem que não podem nem devem servir a dois senhores.
Não importa aonde formos ou o que vier sobre nós; a obrigação do servo de Deus é sempre servir, sem deixar o desânimo tomar conta dele. Por certo, o inimigo se esforçará para prejudicá-lo, mas, se você for de Deus realmente, em o Nome de Jesus, você o vencerá. Lembre-se de que tudo o que você pensa, planeja e faz será mostrado no dia da volta do Senhor (Rm 14.12), sendo assim, viva de modo que não se envergonhe.
O Senhor sabe nos livrar de todas as perseguições, e, sem dúvida, entendemos que elas fazem parte do nosso aprendizado. Cremos que a nossa recompensa será maior do que as perseguições, pois o Altíssimo guarda para Si o piedoso e fiel servo. No entanto, quem gosta do que o diabo lhe mostra não tem como servir ao grande Rei.
Siga ao que Deus já lhe tem falado, porque Ele o chamou para ser parte do Seu Reino. Creia que a sua missão se alargará a cada dia que você Lhe servir com inteireza e pureza de coração. Não há como ser derrotado, se estiver cumprindo as ordens do Céu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário